v. 47 (2022): Roteiro

					Visualizar v. 47 (2022): Roteiro

“A pandemia constitui um marco disruptivo na história de Educação contemporânea. A Educação Inclusiva enfrenta desafios específicos que urge sistematizar e que exigem respostas estratégicas, elencadas em políticas públicas articuladas. O presente artigo, da autoria de Joaquim Colôa, caracteriza a realidade emergente de ensino à distância em contexto atípico, identifica vulnerabilidades do sistema que inviabilizam a equidade e propõe como imperativo, a atribuição de significado e a concretização da inclusão em plenitude. Neste sentido, constitui uma análise indispensável em tempos de pandemia e contribui para a reflexão sobre Educação Sustentável.

No que respeita a Portugal, as fragilidades do Regime Jurídico de Educação Inclusiva escalaram perante o imperativo de confinamento. A tecnologia e meios informáticos permitiram alguma transição para o ensino à distância, no entanto, foi evidente a reduzida literacia digital que coexiste com constrangimentos socioeconómicos de agregados familiares e contextos educativos. Profissionais de educação e familiares manifestarem entendimentos distintos relativamente ao acolhimento à diversidade neurológica e funcional, o que evidenciou a importância da comunicação entre agentes e intersistemas. O artigo reforça que urge pensar a Educação em completude e articular estruturas conceptuais sólidas com respostas operacionais ágeis e dinâmicas. É esse o carácter inovador que a atual conjuntura exige.”

Publicado: 23-12-2021

Seção temática: Políticas públicas, educação especial e processos de inclusão: perspectivas críticas

Seção temática: Educação do Campo: análises e resistências em movimento

Seção temática: O ensino da didática na formação de professores

Artigos de demanda contínua