A escola do campo no Congo: diálogos interculturais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v47.28179

Palavras-chave:

Escuela del Campo, Ubuntu, República Democrática del Congo

Resumo

El entrevistado es el profesor doctor en estudios latinoamericanos, Omer Buatu Batubenge, de la Universidad de Colima – México. El profesor Buatu Batubenge es natural del Congo, donde ha hecho sus estudios de Educación Básica, bachillerato, la carrea de Filosofía y Magíster. En 1999 él llega a México para sus estudios doctorales y desde entonces ha regresado al Congo solamente para cortas estancias, ya que es docente de la Universidad de Colima, en México, desde 2007. Sin embargo, nunca se ha alejado de los desafíos de la escuela del campo en su país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hildegard Susana Jung, Unilasalle - Canoas / RS

Doutora em Educação pela Universidade La Salle - Campus Canoas (2018). Mestrado em Educação pela URI - Campus Frederico Westphalen (2015), Especialização em Psicopedagogia Institucional (2009), Especialização em Docência do Ensino Superior na Contemporaneidade (2020) e Graduação em Normal Superior pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (2007). Atualmente é docente do curso de Pedagogia, Coordenadora e pesquisadora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unilasalle. Tem experiência na Educação Básica, Ensino Técnico e de Idiomas, com ênfase na formação docente. Linha de pesquisa: Formação de Professores, Teorias e Práticas Educativas, atuando principalmente nos temas: formação docente, aprendizagem, protagonismo estudantil, autonomia, processos educativos, gestão e participação democrática, currículo disruptivo e políticas públicas educacionais. É vice-líder do Grupo de Pesquisa Gestão Educacional nos diferentes contextos - Unilasalle. Juntamente com Edite Sudbrack, é autora do livro "Educação e Formação Continuada: Uma análise do Pacto Nacional do Ensino Médio - Percalços, Desafios e Possibilidades", lançado em maio de 2016 pela editora CRV, além de diversas outras publicações em periódicos nacionais e internacionais, e capítulos de livros.

Referências

AGÊNCIA DA ONU PARA REFUGIADOS - ACNUR. Relatório semestral: Mid-year trends. 2021. Disponible en: https://www.unhcr.org/statistics/unhcrstats/618ae4694/mid-year-trends-2021.html. Acceso el: 02 jul. 2021.

BATUBENGE, O. B.; BATTESTIN, C. La filosofía mientras ejercicio dialógico del y para el pensar. Thaumazein: Revista Online de Filosofia, v. 11, n. 21, p. 3-9, 2018. Disponible en: https://periodicos.ufn.edu.br/index.php/thaumazein/article/view/2419. Acceso el: 02 jul. 2021.

BATUBENGE, O. B.; RODRÍGUEZ-BARRAGÁN, I.; MANCILLA-MARGALLI, A.; PANDURO-MUÑOZ, B. Convivencia: una utopía historicista para la armonía social. El caso de la consolada en Zacualpan. Estudios sobre las Culturas Contemporáneas, v. 20, n. 40, p. 37-66, 2014. Disponible en: https://www.redalyc.org/pdf/316/31632785003.pdf. Acceso el: 02 jul. 2021.

NUNES, K. de C. S.; SANTOS, M. C. dos. Educação no Campo e a Pedagogia Histórico-Crítica. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 10, n. 2, p. 736-754, 2021. Disponible en: http://www.seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/59458. Acceso el: 02 jul. 2021. DOI: https://doi.org/10.14393/REPOD-v10n2a2021-59458

Publicado

17-03-2022

Como Citar

JUNG, H. S. A escola do campo no Congo: diálogos interculturais. Roteiro, [S. l.], v. 47, p. e28179, 2022. DOI: 10.18593/r.v47.28179. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/28179. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Seção temática: Educação do Campo: análises e resistências em movimento