Memórias de gestores escolares em municípios do norte do Rio Grande do Sul

Autores

  • Darciel Pasinato Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Angela Thums Universidade do Vale do Rio dos Sinos
  • Rosangela Fritsch Universidade do Vale do Rio dos Sinos https://orcid.org/0000-0002-0630-3649

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v47.27845

Palavras-chave:

gestão escolar, memórias, história da educação, comunidade escolar

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender a gestão escolar pelas memórias de gestores escolares dos municípios de Selbach e Nova Boa Vista, localizados no norte do Rio Grande do Sul/RS, Brasil. Articula Gestão Escolar e História da Educação no enquadramento teórico-metodológico, utiliza fontes orais e debate o uso das memórias orais como concepção investigativa. O esforço do pesquisador em escutar o outro proporcionou a construção de um trabalho interativo e possibilitou o desenvolvimento de uma produção de conhecimento humanizada. A história da imigração e colonização alemã no RS está na gênese dos municípios do estudo. As memórias proporcionaram uma visão do cotidiano escolar, seus espaços e seus tempos. Evidenciaram uma história e experiências sobre gestão escolar destacando-se: concepções de escola; relação dos gestores com a cidade e comunidade escolar; preocupação e fatores relacionados a qualidade da educação; processos educativos e dificuldades no cotidiano. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Darciel Pasinato, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Pós-doutorado em Educação (UFSM), Doutorado em Educação (UNISINOS), Mestrado em Educação (UPF), Especialização em Supervisão Educacional (UPF), Especialização em Orientação Educacional (UPF) e Graduação em História (UPF).  

Angela Thums, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Membro do Grupo de Pesquisa Políticas Educacionais e Gestão Educacional/Escolar (PPGEe). Áreas de atuação: Políticas Educacionais e Gestão Educacional e Escolar. Coordenadora Educacional do Colégio Notre Dame Aparecida de Carazinho/RS.

Rosangela Fritsch, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

PhD em Educação pela Universidade do Porto (U. PORTO/PORTUGAL). Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Coordenadora do Grupo de Pesquisa Políticas Educacionais e Gestão Educacional/Escolar (PPGEe). Áreas de atuação: Trabalho, Formação Profissional, Gestão de Pessoas, Trajetórias Profissionais, Políticas Educacionais, Políticas de Currículo, Gestão Educacional e Escolar, Avaliação Educacional e Indicadores de Qualidade. Pesquisadora e professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNISINOS.

Referências

ALMEIDA, D. B. As memórias e a história da educação: aproximações teórico-metodológicas. História da Educação, Pelotas, v. 13, n. 27, p. 211-243, jan./abr. 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1995.

BOSI, E. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

BOSI, E. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação (1996). Brasília, DF: Senado, 1996.

BURKE, P. História e teoria social. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

CHARTIER, R. A História ou a leitura do tempo. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO ANTÔNIO MATHIAS ANSCHAU - EAMA. Nova Boa Vista: histórias e memórias. Nova Boa Vista/RS, 2012.

ERRANTE, A. Mas afinal, a memória é de quem? Histórias orais e modos de lembrar e contar. História da Educação, Pelotas, v. 4, n. 8, p. 141-174, 2000.

FENTRESS, J.; WICKHAM, C. Memória social: novas perspectivas sobre o passado. Lisboa: Teorema, 1992.

FINGER, M. et al. Trabalho de Sociologia: a História do Município de Selbach. Escola Agrotécnica Federal de Sertão, 1996.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

HOFFMANN, M. L. Fotografia, gatilho de memórias. In: BONI, P. C. (org.). Fotografia: usos, repercussões e reflexões. Londrina: Midiograf, 2014.

KONRAD, C. G.; BARTH, I. I.; ALEXIUS, S. Selbach: ontem, hoje e amanhã. Tapera: LEW Editora, 2002.

KREUTZ, L. O professor paroquial: magistério e imigração alemã. Porto Alegre: UFRGS; Florianópolis: UFSC; Caxias do Sul: EDUCS, 1991.

LIBÂNEO, J. C. Educação escolar: políticas, estruturas e organização. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2012.

LÜCK, H. A escola participativa: o trabalho do gestor escolar. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

LÜCK, H. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Positivo, 2009.

LÜCK, H. Gestão Educacional: uma questão paradigmática. Petrópolis: Vozes, 2017.

NÓVOA, A. História da Educação. Lisboa: Universidade de Lisboa, 1994.

PREDIGER, C; DRESCH, D.; CORAZZA, M. (org.). Linha Floresta: um século de educação, amor e união. Tapera: LEW Editora, 2017.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SELBACH. Diagnose: estudo e análise. Secretaria Municipal de Saúde e Meio Ambiente, 1991.

REIS, J. C. O desafio historiográfico. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

SANTOS, M. O pesadelo da amnésia coletiva: um estudo sobre os conceitos de memória, tradição e traços do passado. Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 23, ano 8, p. 68-84, 1993.

SCHMIDT, J. P. O Comunitário em Tempos de Público Não Estatal. Avaliação, Campinas, v. 15, n. 1, p. 9-40, mar. 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-40772010000100002

SCHMIDT, M. L. S.; MAHFOUD, M. Halbwachs: memória coletiva e experiência. Revista Psicologia USP, São Paulo, n. 4, p. 285-298, 1993.

SOUZA, J. E. de. Trajetória, docência e memórias de uma professora: fragmentos do ensino rural em Novo Hamburgo/RS (1940-1969). Rev. hist. edu. latinoam, v. 14, n. 18, p. 265-280, enero/junio 2012. DOI: https://doi.org/10.19053/01227238.1630

THOMPSON, P. A voz do passado: história oral. Tradução: Lólio Lourenço de Oliveira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

THOMSON, A. Histórias (co)movedoras: História Oral e estudos de migração. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 22, n. 44, p. 341-364, 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-01882002000200005

THOMSON, A. Recompondo a memória: questões sobre a relação entre História Oral e as memórias. Projeto História, São Paulo, n. 15, p. 51-84, 1997.

WEBER, M. C. B.; HOLZ, N. M. A história de Arroio Grande. Tapera: Gráfica Taperense Ltda, 1999.

WERLE, F. O. C. Escola Normal Rural La Salle na voz dos ex-alunos: sentidos e apropriações. In: WERLE, F. O. C. (org.). Educação rural em perspectiva internacional: instituições, práticas e formação do professor. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 2007.

ZAGO, N. A entrevista e seu processo de construção: reflexões com base na experiência prática de pesquisa. In: ZAGO, N.; CARVALHO, M. P. de; VILELA, R. A. T. (org.). Itinerários de pesquisa: perspectivas qualitativas em sociologia de educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

Downloads

Publicado

03-03-2022

Como Citar

PASINATO, D.; THUMS, A.; FRITSCH, R. Memórias de gestores escolares em municípios do norte do Rio Grande do Sul. Roteiro, [S. l.], v. 47, p. e27845, 2022. DOI: 10.18593/r.v47.27845. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/27845. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos de demanda contínua