Docência no século XXI: aspectos pessoais e sociais na construção do bem-estar docente

Autores

  • Giovana Boicko Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapeco https://orcid.org/0000-0002-0028-167X
  • Odilon Luiz Poli Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó http://orcid.org/0000-0001-9036-1296
  • Circe Mara Marques Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapeco

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v48.32590

Palavras-chave:

Bem-estar docente, Identidade docente, Vida de professores, Histórias de vida

Resumo

A pesquisa que embasou este trabalho teve como objetivo compreender os fatores pessoais e sociais que podem contribuir com o desenvolvimento do bem-estar docente, em professoras que atuam ou atuaram por mais de vinte anos no Ensino Fundamental. A pesquisa, de abordagem qualitativa, baseou-se nas histórias de vida de cinco professoras da rede pública estadual de Santa Catarina, indicadas por gestores escolares, a partir de critérios definidos por meio do método Delphi. Os resultados indicam que um conjunto de fatores pode influenciar o desenvolvimento do mal-estar ou do bem-estar docente. Tais fatores podem ser tanto de ordem externa (contexto), referente às condições do exercício da docência, quanto de ordem interna, referente ao modo como cada sujeito reage diante dos problemas e situações que enfrenta. Dentre os fatores externos, destacam-se as condições de acolhimento existentes na escola e o apoio de outras esferas sociais. Já entre os fatores internos, destacam-se a capacidade de resiliência, a utilização de estratégias de coping e as orientações referentes ao Locus de Controle (interno ou externo). Conclui-se, assim, que o trabalho docente pode ser, sim, uma fonte de realização, prazer e alegria. No entanto, os professores, em vista da complexidade e da importância do seu trabalho, além do apoio da escola e de outras esferas sociais, precisam de disposição e capacidade de enfrentar os desafios cotidianos por meio do eustrés e da utilização de estratégias de coping na busca de soluções para os desafios inerentes à profissão docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovana Boicko, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapeco

Formada em Pedagogia, mestre em Educação pela Unochapecó, professora do quadro efetivo da rede pública estadual de educação do Estado de Santa Catarina.

Circe Mara Marques, Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapeco

Pedagoga, Mestre em Teologia pela Escola Superior de Teologia(EST/2005), Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS/2013), Pós-doutora (2018) pelo Instituto de Educação/Universidade do MINHO; Pós-doutora em Educação pela UFRGS (2015). Docente do quadro permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unochapecó

Referências

ABREU, R. M. A.; CRUZ, L. B. S.; SOARES, E. L. S. Políticas públicas em educação e o mal-estar docente. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v, 28, p. 1-21, 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782023280023. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/NBZkqhPKCg8ww46DCHBTWxp/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 11 ago. 2023.

ALMEIDA, M. I.; PIMENTA, S. G.; FUSARI, J. C. Socialização, profissionalização e trabalho de professores iniciantes. Educar em Revista, Curitiba, v. 35, n. 78, p. 187-206, nov./dez. 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.66134. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/RVf6F5s9DNwybqcZsVvdX5D/?lang=pt. Acesso em: 4 fev. 2023.

BALL, S. J. Profissionalismo, gerencialismo e performatividade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 126, p. 539-564, set./dez. 2005. DOI: https://doi.org/10.1590/S01 00-15742005000300002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/cp/a/sHk4rDpr4 CQ7gb3XhR4mDwL/?lang=pt. Acesso em: 4 fev. 2023.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

CARDOSO, S. Ciclo de carreira docente: o que dizem as pesquisas brasileiras? In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 13, 2017, Curitiba. Anais... Curitiba: PUC-PR, 2017. ISSN: 2176-1396. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/ 24528_13853.pdf. Acesso em: 10 maio 2019.

CORAZZA, F. et al. Influência do Locus de Controle na resiliência dos estudantes de programas de pós-graduação stricto sensu. In: CONGRESSO ANPCONT, 13, 2019, São Paulo. Anais... São Paulo: ANPCONT, 2019. Disponível em: http://anpcont.org.br/pdf/ 2019_CCG173.pdf. Acesso em: 2 maio 2019.

CUNHA, A. C. Ser professor: bases de uma sistematização teórica. Chapecó: Argos, 2015.

DAMASCENA, L. G.; FRANÇA, R. D.; SILVA, J. D. G. Relação entre Locus de controle e resiliência: um estudo com profissionais contábeis. Revista Contemporânea da Contabilidade, Florianópolis, v. 13, n. 29, p. 69-90, maio/ago. 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2016v13n29p69. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/contabilidade/article/view/2175-8069.2016v 13n29p69. Acesso em: 4 fev. 2023.

DARLING-HAMMOND, L.; BRANSFORD, J. Preparando os professores para um mundo em transformação. Porto Alegre: Penso, 2019.

ENGUITA, M. F. Educar em tempos incertos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

ESTEVE, J M. Mudanças sociais e função docente. In: NÓVOA, A. M. S. S. (org.). Profissão professor. Porto: Porto Editora, 1992. p. 93-124.

ESTEVE, J. M. O mal-estar docente: a sala-de-aula dos professores e a saúde dos professores. Tradução de Durley de Carvalho Cavicchia. Bauru: EDUSC, 1999.

FERRONATO, E. T. T.; SANTOS, H. T. Bem-estar e o mal-estar docente: sentimentos e emoções de professores que atuam na Educação Infantil e Ensino Fundamental em tempos de pandemia. Revista Devir Educação, Lavras (MG), edição especial, p. 269-286, Set. 2021.

FREIRE, P. Pedagogia da esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2020.

GIDDENS, A. As consequências da modernidade. São Paulo: Editora Unesp, 1991.

GONÇALVES, C. M. M. M. Escola Pública: bem-estar docente, mal-estar docente e gênero. 2007. 115 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/bitstream/tede/3585/1/410249.pdf. Acesso em: 20 maio 2019.

LUVIZOTTO, C. K. As tradições gaúchas e sua racionalização na modernidade tardia. São Paulo: Editora UNESP; Cultura Acadêmica, 2010.

MACHADO, L. B.; ARAÚJO, C. A. F. Sinais de bem-estar docente em práticas de professores de Educação Básica. Revista Educar Mais, Pelotas (RS), v, 05, n.5, p. 1363-1375, 2021. DOI: https://doi.org/10.15536/reducarmais.5.2021.2626. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/educarmais/article/view/2626. Acesso em: 14 ago. 2023.

MARREIROS, N. Considerações teóricas sobre o conceito Locus de Controlo: reflexões acerca do seu potencial. Revista Toxicodependências, Lisboa, v. 15, n. 3, p. 61-68, 2009. Disponível em: http://www.sicad.pt/BK/RevistaToxicodependencias/Lists/ SICAD_Artigos/Attachments/483/07_Toxico_n3_2009.pdf. Acesso em: 10 maio 2019.

MENDES, T. C.; BACCON, A. L. P. Profissão docente: o que é ser professor? In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 12, 2015, Curitiba. Anais... Curitiba: PUC-PR, 2015.

MOURA, L. R.; MENDES SEGUNDO, M. D.; AQUINO, C. A. B. Do docente efetivo ao docente uberizado: a precarização contratual do professor no Brasil. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 30, n. 3, p. 67–85, set./dez. 2021. 2021. DOI: https://doi.org/10.35699/2238-037X.2021.29404. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/29404/29595. Acesso em: 4 fev. 2023.

NÓVOA, António. Três teses sobre o terceiro: para repensar a formação de professores. In: NÓVOA, António. Escolas e professores proteger transformar valorizar. Salvador: SEC/IAT, 2022. p. 75-90.

PICADO, L. Ser professor: do mal-estar para o bem-estar docente. Psicologia.com.pt.: O Portal dos Psicólogos, Lisboa, p. 1-32, 2009. Disponível em: https://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0474.pdf. Acesso em: 2 maio 2019.

ROCHA, R. E. R.; ZWIEREWICZ, M.; VIOLANT HOLZ, V. Da formação continuada ao bem-estar docente: características sócio-ocupacionais e prevenção de sintomas osteomusculares. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. 1, p. 0428-0446, jan./mar. 2022. DOI: https://doi.org/10.21723/ riaee.v17i1.14279. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/ article/view/14279. Acesso em: 12 ago. 2023.

ROTTER, J. B. Generalized expectancies for internal versus external control of reinforcement. Washington: American Psychological Association, 1966.

ROZADOS, H. B. F. O uso da técnica Delphi como alternativa metodológica para a área da Ciência da Informação. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 64-86, set./dez. 2015. DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245213.64-86. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/58422. Acesso em: 4 fev. 2023.

SAMPAIO, A. A.; STOBÄUS, C. D. Mal/bem-estar na formação inicial docente: perspectivas em contextos de mudanças. Perspectivas em Diálogo: Revista de Educação e Sociedade, Naviraí, v. 3, n. 5, p. 143-160, jan./jun. 2016. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/persdia/article/view/1409. Acesso em: 15 maio 2019.

SAMPAIO, A. A.; STOBÄUS, C. D. Perspectivas para o bem-estar docente: uma formação com alunos do PIBID/Educação Física. Caderno de Educação Física e Esporte, Marechal Cândido Rondon, v. 13, n. 2, p. 27-37, jul./dez. 2015. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/14352. Acesso em: 20 maio 2019.

SANTOS, J.R.; FERREIRA, L. G. FERRAZ, R. C. S. N. Professores iniciantes em situação de ausência de bem-estar: perspectivas sobre dilemas no desenvolvimento profissional. Revista Cocar, Belém-Pará, n. 8, p. 347-370, Jan./Abr. 2020. Disponível em: https://paginas.uepa.br/seer/index.php/cocar/index. Acesso em: 05 ago. 2023.

SCHLEMMER, E. et. al. (org.). O habitar do ensinar e do aprender OnLife. Vivências na educação contemporânea. São Leopoldo, RS: Casa Leiria, 2021. Disponível em: http://guaritadigital.com.br/casaleiria/acervo/educacao/ohabitar.

SILVA, A. M. A uberização do trabalho docente no Brasil: uma tendência de precarização no século XXI. Trabalho Necessário, Rio de Janeiro, v. 17, n. 34, p. 229-251, set./dez. 2019. DOI: https://doi.org/10.22409/tn.17i34.p38053. Disponível em: https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/38053. Acesso em: 4 fev. 2023.

SILVA, M. G; SILVA, G. F. Mal-estar docente: das contribuições da literatura à compreensão de um problema de pesquisa. Revista Triângulo, Uberaba (MG), v. 15, n. 1, p. 1-16, jan./abr. 2022. DOI: 10.18554/rt.v15i1.5519. Disponível em: file:///Users/uno-2774/Downloads/1+-+1+-+16%20(2).pdf. Acesso em: 13 ago. 2023.

SOLDATELLI, R. O processo de adoecimento dos professores do ensino fundamental de Florianópolis e suas possibilidades de resistência a esse processo. 2011. 195 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/ handle/ 123456789/95398/300907.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 15 maio 2019.

SOMEKH, B.; LEWIN, C. (org.). Teoria e métodos de pesquisa social. Rio de Janeiro: Vozes, 2015.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

TIMM, J. W.; STOBÄUS, C. D.; MOSQUERA, J. J. M. Psicologia Positiva e bem-estar docente: Estado de Conhecimento (CAPES, 2011-2012). Educação Por Escrito, Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 228-239, jul./dez. 2014. DOI: https://doi.org/10.15448/2179-8435.2014.2.17805. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index. php/porescrito/article/view/17805. Acesso em: 4 fev. 2023.

VENCO, S. Uberização do trabalho: um fenômeno de tipo novo entre os docentes de São Paulo, Brasil? Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 35, Supl. 1, p. 1-17, 2019. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311X00207317. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/NkTJp5HZgJQVjhY36kT5rpN/?lang=pt. Acesso em: 4 fev. 2023.

Downloads

Publicado

07-11-2023

Como Citar

BOICKO, G.; POLI, O. L.; MARQUES, C. M. Docência no século XXI: aspectos pessoais e sociais na construção do bem-estar docente. Roteiro, [S. l.], v. 48, p. e35290, 2023. DOI: 10.18593/r.v48.32590. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/32590. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos de demanda contínua

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.