Teoria e prática no referencial curricular do Paraná: implicações no desenvolvimento do psiquismo humano

Autores

  • Elisabeth Rossetto Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
  • Solange de Castro Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE - Campus de Cascavel-PR https://orcid.org/0000-0002-5142-2217

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v47.28152

Palavras-chave:

Referencial Curricular do Paraná, Teoria e Prática, Desenvolvimento do Psiquismo Humano

Resumo

Este estudo discute acerca da teoria e da prática no âmbito escolar e a sua relação com o desenvolvimento do psiquismo humano. De modo específico, concentramo-nos nas proposições das diretrizes de políticas públicas educacionais que orientam a prática pedagógica no Estado do Paraná, como é o caso do Referencial Curricular do Paraná: princípios, direitos e orientações (PARANÁ, 2018a) e das Semanas Pedagógicas (2010, 2018 e 2019), a fim de discutir o modelo de educação e o formato da construção de sujeito propostos. As reflexões estão balizadas pela Psicologia Histórico-Cultural e pela Pedagogia Histórico-Crítica. Os resultados apontam que os documentos analisados se apresentam esvaziados de reflexão teórica, com uma metodologia de ensino voltada a “treinar” os alunos por meio de exercícios repetitivos, com vistas a alcançar bons índices nas avaliações externas. Sob esse viés, a aprendizagem deixa de ser internalizada pelos conteúdos historicamente produzidos e passa a se dar por repetições de exercícios aleatórios e descontextualizados. O conteúdo científico é substituído por um sistema de ensino em que o professor tem como meta trabalhar com as competências restritas e imediatas. Nesse sentido, a educação escolar não ultrapassa os limites do cotidiano, do senso comum e não contribui para a construção de um sujeito crítico, autônomo e consciente de sua posição na sociedade atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisabeth Rossetto, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE

Doutorado em Educação (UFRGS/RS). Professora associada (UNIOESTE) - Campus de Cascavel-PR

Solange de Castro, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE - Campus de Cascavel-PR

Solange de Castro, doutoranda em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Campus de Cascavel.  Professora Pedagoga e professora de Sala de Recursos da Rede Pública do Estado do Paraná.  

Referências

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 2, de 22 de dezembro de 2017. Institui e Orienta a Implantação da Base Nacional Comum Curricular, a Ser Respeitada Obrigatoriamente ao Longo das Etapas e Respectivas Modalidades no Âmbito da Educação Básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF: MEC/CNE, 2017.

DUARTE, N. A Anatomia do Homem é a Chave da Anatomia do Macaco: a dialética em Vigotski e em Marx e a questão do saber objetivo na educação escolar. Educação & Sociedade, Araraquara, ano XXI, v. 1, n. 71, p. 79-115, jul. 2000. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302000000200004

DUARTE, N. As Pedagogias do “Aprender a Aprender” e Algumas Ilusões da Assim Chamada Sociedade do Conhecimento. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 18, p. 35-40, set/out/nov/dez. 2001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/KtKJTDHPd99JqYSGpQfD5pj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 11 dez. 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782001000300004

DUARTE, N. Os Conteúdos Escolares e a Ressurreição dos Mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas, SP: Autores Associados, 2016.

FRANCO, M. A. R. S. A Pedagogia Como Ciência da Educação. 3. ed. rev. e ampl. Campinas: Cortez, 2016.

GALVÃO, A. C.; LAVOURA, T. N.; MARTINS, L. M. Fundamentos da Didática Histórico-Crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2019.

GRAMSCI, A. Concepções Dialéticas da História. 10. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

MÈSZÁROS, I. A educação para além do capital. In: MÈSZÁROS, I. O desafio e o fardo do tempo histórico: o socialismo no século XXI. São Paulo: Boitempo, 2007, p. 195-224.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Curitiba: SEED, 2008.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Referencial Curricular do Paraná: princípios, direitos e orientações. Educação Infantil e Componentes Curriculares do Ensino Fundamental. Curitiba: SEED, 2018a.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Semana Pedagógica 2010. Curitiba: SEED, 2010. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/sem_pedagogica/fev_2010/semana_pedagogica_fev2010.pdf. Acesso em: 1 maio 2019.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Semana Pedagógica 2018. Curitiba: SEED, 2018b. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=1849. Acesso em: 1 maio 2019.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Estudo e Planejamento 2019. Curitiba: SEED, 2019. Disponível em: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=1918 –SEED 2019. Acesso em: 1 maio 2019.

SAVIANI, D. As teorias da educação e o problema da marginalidade na América Latina. Cadernos de Pesquisa, São Paulo: Fundação Carlos Chagas, n. 42, p. 8-18, 1982.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 11.ed. Campinas, SP: Editora Autores Associados, 1996.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. Edição Comemorativa. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 11. ed.rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

SUCHODOLSKI, B. Teoria Marxista da Educação. Tradução: Maria Carlota Melo. Editorial Lisboa: Estampa, 1976.

VÁZQUEZ, A. S. Filosofia da Práxis. 2. ed. Tradução: Maria Encarnación Moya. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

VIGOTSKI, L. S. Psicologia, educação e desenvolvimento. Organização e tradução de Zoia Prestes e Elizabeth Tunes. São Paulo: Expressão Popular, 2021.

Downloads

Publicado

17-02-2022

Como Citar

ROSSETTO, E.; CASTRO, S. de. Teoria e prática no referencial curricular do Paraná: implicações no desenvolvimento do psiquismo humano. Roteiro, [S. l.], v. 47, p. e28152, 2022. DOI: 10.18593/r.v47.28152. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/28152. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Seção temática: Políticas públicas, educação especial e processos de inclusão: perspectivas críticas