Radicalização e sectarização: retomando os pressupostos freirianos

Autores

  • André Luis Castro de Freitas Professor associado da Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil. Mestre e Doutor em Ciência da Computação. Mestre e Doutor em Educação. http://orcid.org/0000-0002-4566-3655
  • Luciane Albernaz de Araujo Freitas Instituto Federal Sul-rio-grandense, IF SUL, Brasil https://orcid.org/0000-0001-9014-0071

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v48.32351

Palavras-chave:

Pensamento progressista, Criticidade, Transformação social

Resumo

A partir de um estudo descritivo crítico, fundamentado em uma pesquisa qualitativa, bibliográfica, adensada pelo pensamento educacional de Paulo Freire, tem-se como intenção refletir sobre os pressupostos radicalização e sectarização no que concerne ao embate entre as forças progressistas e as reacionárias. Na primeira parte do texto, resgatam-se nas obras freirianas, as quais abordam o assunto, a importância do papel da educação, considerando as sociedades abertas e fechadas, no que se relacione a participação dos seres humanos no momento histórico vivido. A partir dessa compreensão, destaca-se a ação da luta pela liberdade, rejeitando o assistencialismo e o fanatismo. Na sequência, aproxima-se a discussão os níveis de consciência e os processos de formação de uma consciência crítica. Por fim, elabora-se uma problematização sobre os desafios vividos pelos seres humanos na sociedade contemporânea atual, considerando os retrocessos e os avanços, em que as mazelas e o dinamismo impostos pelo modelo civilizatório capitalista fazem com que os seres humanos sejam colocados na condição de expectadores, ao contrário de se tornarem sujeitos históricos, transformadores de seu tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciane Albernaz de Araujo Freitas, Instituto Federal Sul-rio-grandense, IF SUL, Brasil

Mestre em Desenvolvimento Social. Doutora em Educação Ambiental. Professora do Instituto Federal Sul-rio-grandense - IF SUL. Praça Vinte de Setembro n. 455, Pelotas, RS. E-mail: lucianel1968@gmail.com.

Referências

AB’SÁBER, T. Psicanálise, Política e Verdade. Revista Heterotópica, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 17–29, 2020. DOI: 10.14393/HTP-v2n1-2020-55556. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/RevistaHeterotopica/article/view/55556. Acesso em: 6 dez. 2023.

FERNANDES, S. Sintomas mórbidos: a encruzilhada da esquerda brasileira. São Paulo, Autêntica, 2019.

FREIRE, P. Educação e atualidade brasileira. Tese de concurso para a cadeira de História e Filosofia da Educação. Recife: Escola de Belas Artes de Pernambuco, 1959.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 3. ed. São Paulo: Cortez & Moraes, 1980.

FREIRE, P. Educação e mudança. 24. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 38. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

FREIRE, P. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. 14. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

LEHER, R. Autoritarismo contra a universidade: o desafio de popularizar a defesa da educação pública. São Paulo: Expressão Popular, 2019.

LOUREIRO, C. W.; PEREIRA, T. I. Seria possível uma epistemologia freiriana decolonial? Da “Cultura do Silêncio” ao “Dizer a Sua Palavra”. Roteiro, [S. l.], v. 44, n. 3, p. 1–18, 2019. DOI: 10.18593/r.v44i3.17527. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/17527. Acesso em: 28 nov. 2023.

MARX, K.; ENGELS, F.A ideologia alemã. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

PINTO, A. V. Consciência e realidade nacional. v. 2. Rio de Janeiro: ISEB/MEC, 1960.

SAFATLE, V. Só mais um esforço. Belo Horizonte: Vestígio, 2022.

SIGER, A. A reativação da direita no Brasil. Opinião Pública. [S. l.], v. 27, n. 3, p. 705–729, 2021. DOI:10.1590/1807-01912021273705. Disponível em: https://www.scielo.br/j/op/a/BHXTTx8b7Fk78jfDLRRmr8j/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 7 dez. 2023.

Downloads

Publicado

20-12-2023

Como Citar

FREITAS, A. L. C. de; FREITAS, L. A. de A. Radicalização e sectarização: retomando os pressupostos freirianos. Roteiro, [S. l.], v. 48, p. e32351, 2023. DOI: 10.18593/r.v48.32351. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/32351. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos de demanda contínua

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)