A Filosofia da Educação na formação dos professores primários paranaenses

Autores

  • Dorothy Rocha

Resumo

O tema deste artigo é a trajetória da disciplina Filosofia da Educação na formação dos professores primários paranaenses no período 1946-1971. O estudo dessa trajetória tem como principal referência o Instituto de Educação do Paraná, situado em Curitiba, capital do estado do Paraná. Os objetivos deste trabalho são identificar os conteúdos ministrados pela disciplina Filosofia da Educação e a concepção de Filosofia da Educação que permeou os cursos ministrados pela Instituição. Este trabalho tem como referência teórica Chervel (1990) e Santos (1990). Para a consecução dos nomeados objetivos, optou-se pelas seguintes fontes: diários de classe, lista de pontos para exames escolares, lista de pontos para concurso, Decreto-lei do Governo Federal, decretos e leis do Governo Estadual, portarias da Secretaria de Estado de Educação, instruções da Comissão de Serviço Público Estadual e manuais escolares. Essas fontes foram obtidas na Biblioteca e Arquivo do Instituto de Educação do Paraná, na Biblioteca Pública do Paraná, no Arquivo Público do Estado do Paraná e no Arquivo do Colégio Sant’Ana. A análise dos dados indica que a disciplina Filosofia da Educação no período 1946-1971 carecia de identidade, pois seus conteúdos eram principalmente de História da Filosofia, não se constituindo em referencial para os professores primários refletirem sobre sua prática educacional, de tal forma que pudessem transformá-la em práxis.

Palavras-chave: Ensino de Filosofia da Educação. Formação de professores primários. História das disciplinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

ROCHA, D. A Filosofia da Educação na formação dos professores primários paranaenses. Roteiro, [S. l.], v. 34, n. 1, p. 35–62, 2010. Disponível em: https://periodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/295. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos