ANÁLISE DA PERSPECTIVA PRÁTICA DE UM PROFISSIONAL DA PSICOLOGIA NO SEU AMBIENTE DE TRABALHO

Autores

  • Luciano Caon Pellin Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC)
  • Victória Grigolo Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC)
  • Fabiana Piccoli D'Agostini UNOESC

Resumo

A palavra “Psicologia” tem origem grega, tendo como base as palavras “psychés” que significa alma e a palavra sufixo “logos”, que diz respeito à razão ou estudo de algo. A Psicologia intrigava os filósofos no período da Antiguidade, muito antes de ser considerada uma ciência. Aristóteles, filósofo grego, escreveu o livro Da Alma, em que faz reflexões sobre aquilo que considera a essência dos seres, sua natureza, como se alimenta e sua influência no intelecto dos seres humanos. Durante os períodos seguintes, incontáveis pensadores se dedicaram ao estudo das faculdades mentais e consciência ou inconsciência dos indivíduos. Até então, o termo “Psicologia” sequer havia sido cunhado. Mas é apenas no final do século XIX que a Psicologia passa a ser considerada uma ciência experimental, através de estudos conduzidos na Alemanha, inicialmente por Wilhelm Wundt. Nos dias atuais, o psicólogo estuda sobre e atua sob os fenômenos psíquicos e sob o comportamento do ser humano por meio da análise de suas emoções, ideias e valores. Com isso, consegue diagnosticar, prevenir e tratar doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Pode atuar nas mais variadas instituições de saúde, contribuindo no processo de fortalecimento ou reconstrução da saúde mental e física dos pacientes. É necessário registrar-se no Conselho Regional de Psicologia para exercer a profissão.O estágio é uma forma de inserção no campo escolhido, tendo sua importância para o estudante ao aplicar, adquirir e aperfeiçoar seu conhecimento, entender os desafios da área escolhida, como ela se insere na sociedade, com os desafios profissionais do dia a dia; Onde, também, o acadêmico terá a perspectiva de sua rotina ao fim da graduação. Este estágio realizou-se no segundo semestre de 2022 nas dependências da clínica da psicóloga Flávia Panaccione CRP – 12/12293, na cidade de Videira, Santa Catarina. O estágio utilizou-se da técnica de entrevista com roteiro pré definido, com o apoio de gravações de áudio. Quanto ao método geral, o estudo classifica-se como indutivo, já quanto ao método especifíco classifica-se como observacional. Quanto aos objetivos, o estudo é descritivo. O estágio permite que o acadêmicos possuam uma oportunidade de averiguar a realidade sobre a profissão. Neste estágio, aprendeu-se sobre seriedade e comprometimento do trabalho e dos desafios da profissão. Como ponto positivo, destaca-se a importância do psicólogo organizacional tanto para contratações quanto para desligamentos, e possuindo como conquistas o reconhecimento do paciente. E ponto negativo, a desvalorização do profissional perante a sociedade. Com toda a experiência gerada pelo Estágio Básico I, conseguimos entender a rotina de um Psicólogo e tomar conhecimento de como será nosso trabalho ao finalizarmos a faculdade, estar vivenciado tais momentos de aprendizagem nos fez entender como os atendimentos clínicos procedem, como nos apresentarmos formalmente, viver o que não se pode ser passado em sala de aula, compreender como é feita a aplicação de testes psicológicos, sendo de grande aprendizado pois tivemos nosso primeiro contato com os testes. Sendo assim, foi uma experiência de grande aprendizado para a jornada acadêmica e futuramente profissional.

Palavras-chave: Conhecimento; Psicologia; Trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Caon Pellin, L., Grigolo, V., & Piccoli D’Agostini, F. (2022). ANÁLISE DA PERSPECTIVA PRÁTICA DE UM PROFISSIONAL DA PSICOLOGIA NO SEU AMBIENTE DE TRABALHO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31670. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31670

Edição

Seção

Videira - Ensino