ESTRESSE NA CARREIRA DOCENTE: APONTAMENTOS TEÓRICOS

Autores

  • Ana Júlia Machado Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Adriano Schlösser Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Videira.

Resumo

Introdução: O estresse constitui-se como uma reação natural do organismo, desencadeada em situações de perigo real ou percebido, colocando o indivíduo  em estado de alerta, ocasionando alterações fisiológicas, psicológicas e emocionais. No campo da prática docente, observa-se que esta profissão apresenta um elevado número de casos de estresse como causador de sofrimento psicológico. Objetivo: O presente trabalho tem como finalidade apresentar reflexões sobre o estresse na prática docente. Método:  Foi realizada uma revisão não sistemática da literatura, através das bases de dados Scielo, Lilacs e Pepsic como suporte para a seleção de produções científicas. Resultados: Ao longo da verificação da literatura disponível, pode ser constatado que esse fenômeno vem sendo pesquisado desde o século XX e ainda é bastante investigado, visto que não chegou a uma finalização para cessar o problema. Algumas pesquisas apontaram que quanto mais estresse o indivíduo está tolerando, maiores são as chances do deu desempenho reduzir. O estresse prolongado pode ampliar a ameaça de doenças cardíacas, dependência química, transtornos de humor e transtorno de estresse pós-traumático. No contexto docente, o estresse pode ser desencadeado por fatores da prática profissional, tais como: cargas exaustivas de trabalho, pressão profissional, interações insalubres com alunos, professores e familiares, dentre outras variáveis. Ademais, o estresse prolongado por ser preditor do desencadeamento de trasntornos psicológicos, como  ansiedade e depressão, por exemplo. Conclusão:  Considerando o exposto, o desenvolvimento de programas de prevenção ao estresse e promoção de saúde do professor, visando sua saúde mental e redução de níveis de estresse é fundamental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Júlia Machado, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Discente do Curso de Psicologia, Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC).

Adriano Schlösser, Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Videira.

Doutor em Psicologia (UFSC). Pós-doutor em Psicologia do Esporte (UDESC). Docente do curso de Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Videira. Pesquisador associado aos Laboratórios de Psicologia Social da Comunicação e Cognição (LACCOS UFSC), e de Psicologia do Esporte (LAPE UDESC).

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

MACHADO, A. J., & Schlösser, A. (2022). ESTRESSE NA CARREIRA DOCENTE: APONTAMENTOS TEÓRICOS. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31603. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31603

Edição

Seção

Videira - Ensino