PRÁTICAS DE BDSM NA PRODUÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA: UMA REVISÃO

Autores

  • Ane Fabieli França de Souza Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Adriano Schlösser Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Videira.

Resumo

Introdução: A sigla BDSM refere-se a um compilado de práticas erótico-sexuais consideradas não convencionais, a saber: bondage, dominação, sadismo e masoquismo. No cenário contemporâneo, livros, séries e filmes têm retratado tais práticas, colocando-o enquanto uma experiência afetivo-sexual que têm se tornado um fetiche para públicos que outrora desconheciam tais modalidades de vivência sexual.  Objetivo: Com efeito, objetivou-se realizar uma revisão integrativa sobre o fenômeno do BDSM em produções científicas brasileiras, identificando as dimensões metodológicas e temáticas das produções. Método: De natureza teórica, foram acessadas as bases de dados SciELO, LILACS e PePSIC, sem restrição cronológica, a partir dos descritores "BDSM", “sadomasoquismo”, “sexualidade” e “comportamento sexual”.  Resultados: A partir dos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 19 artigos para análise, divididos de forma a posteriori em 3 unidades temáticas: normal/patológico, práticas normativas e gênero. Os resultados indicaram ainda associação das práticas de BDSM com disfunções em práticas sexuais, embora os adeptos à prática argumentem a existência de regras específicas, além de haver segurança e consensualidade.  Ademais, a prática de BDSM também seria constituída como uma forma de manifestação de desejo e fetiche.  Conclusão: A partir das poucas produções empíricas sobre o tema com populações brasileiras, considera-se pertinente o avanço destes estudos, visando aprofundar a compreensão de tais práticas no cenário das vivências sexuais da população, que ainda são tabu nos discursos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ane Fabieli França de Souza, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Discente do Curso de Psicologia, Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC).

Adriano Schlösser, Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Videira.

Doutor em Psicologia (UFSC). Pós-doutor em Psicologia do Esporte (UDESC). Docente do curso de Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Videira. Pesquisador associado aos Laboratórios de Psicologia Social da Comunicação e Cognição (LACCOS UFSC), e de Psicologia do Esporte (LAPE UDESC).

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

SOUZA, A. F. F. de, & Schlösser, A. (2022). PRÁTICAS DE BDSM NA PRODUÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA: UMA REVISÃO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31595. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31595

Edição

Seção

Videira - Pesquisa