RELATO NA MONITORIA DE ANATOMIA E MOVIMENTO HUMANO: EXPERIÊNCIAS DISCENTE-MONITOR.

Autores

  • Alexandre Wengenovicz Riva
  • Bruna Caroline Bordignon
  • Bruna Eduarda Casarotto
  • Henrique Canabarro Schmidt
  • Letícia De Moura
  • Mateus Borba
  • Fernando Schorr Grossl Unoesc Campus Chapecó

Resumo

A transformação do ensino atual exige romper com a verticalização do processo de ensino e aprendizagem, onde o professor é o único detentor do conhecimento e o único mediador (MEDEIROS, 2018).  A prática de monitoria acadêmica é um excelente desenho para vencer essa ideia e tornar os estudantes parte do processo (MEDEIROS, 2018).  Mas para que isso aconteça, o ensino superior precisa permitir programas pedagógicos que facilitem esse processo e, neste sentido, a monitoria é uma importante estratégia de ensino e aprendizagem, pois permite que os acadêmicos participem ativamente no processo, e não apenas como sujeito passivo, assumindo uma posição de obrigação imposta (FRISON, 2016).  Trata-se de uma prática que exige do estudante monitor uma dedicação e acompanhamento constante do processo estudado em aula. Porquanto tal dedicação contribuirá na formação, ensino e aprendizado, de outro colega. Neste processo de monitor e ser monitorado, ambos os acadêmicos tornam-se agentes ativos, um colaborando no processo do outro (FRISON, 2016). Por fim, destacamos a importância da experiência contínua na busca do conhecimento, teórica e prática, vivenciando o processo ora como discente-monitor, ora como discente na disciplina de Anatomia e Movimento Humano do curso de Fisioterapia da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC). Objetivo: Melhorar o processo de ensino e aprendizagem, auxiliando os colegas discentes e, consequentemente, melhorando a qualidade de ensino. Método:  O processo metodológico é descritivo e relata a experiência de uma acadêmica do segundo semestre do curso de fisioterapia da UNOESC Chapecó. Foram realizadas 55 horas de monitoria no primeiro semestre de 2022, foi respondido dúvidas e realizado atividades práticas para aprimorar o conhecimento do monitor-discente e discentes. Resultados: A experiência de monitor facilita a aproximação dos estudantes na disciplina, pois a busca pelo conhecimento e a troca de experiência com os conteúdos de aprendizagem em sala de aula são feitas entre alunos, de certa forma sem uma relação hierárquica professor-estudante. Dessa forma, esse acompanhamento permite que acadêmicos e futuros profissionais fisioterapeutas desenvolvam um pensamento crítico e aprendam a ter pedagogias de ensino mais abrangentes e compreensões de diferentes tipos de aprendizagem, oral, escrita, visual e auditiva. Conclusão: A monitoria se destaca como meio de formação e desenvolvimento de habilidades, como a experiência do ensino, potencializando as responsabilidades fundamentais dos futuros fisioterapeutas.

Palavras-chave: Anatomia; Aprendizagem; Ensino; Monitoria; Movimento Humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Wengenovicz Riva, A., Bordignon, B. C., Casarotto, B. E., Canabarro Schmidt, H., De Moura, L., Borba , M., & Schorr Grossl, F. (2022). RELATO NA MONITORIA DE ANATOMIA E MOVIMENTO HUMANO: EXPERIÊNCIAS DISCENTE-MONITOR. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31091. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31091

Edição

Seção

Chapecó - Extensão