ANATOMIA E MOVIMENTO HUMANO NA PERSPECTIVA DO DISCENTE E A PRÁTICA DE METODOLOGIAS ATIVAS

Autores

  • Fernando Schorr Grossl Unoesc Campus Chapecó
  • Ana Paula Lecardelli
  • Maria Eduarda Fagundes Mendes
  • Emanuelle Da Rosa Pagliarini
  • Maiquely Bedin
  • Matheus Linke

Resumo

A anatomia humana é o campo da biologia responsável pelo estudo da forma das estruturas humanas. É uma das disciplinas mais esperadas e temida pelos estudantes da área da saúde (BORDENAVE, 2001). Como forma de enfrentar as dificuldades de aprendizagem do ensino tradicional de anatomia, foi adoto métodos ativos de ensino e aprendizagem, explorando o pensamento único e, ao mesmo tempo, fundamental, o que é esperado da educação superior, transformar o futuro profissional em um estudante crítico e reflexivo na perspectiva de um aprendizado em anatomia (SILVA, 2013). Em vez de apenas forçar os alunos a lembrar nomes para passar no exame, o ensino tradicional precisa ser modificado para que o estudante consiga internalizar ao máximo o ensino em aprendizagem. Deixar de lado a decoração e a retenção de um determinado conjunto de informações de um ensino obsoleto e transformá-lo em uma nova forma de vinculação com o método de ensino ativo para engajar os estudantes na educação superior. Os métodos de ensino ativo baseado em problemas diferem do ensino tradicional na medida em que exigem a participação ativa dos alunos enquanto passam alguma experiência prática de situações futuras, tornando a sala de aula mais envolvente e dinâmica (SILVA, et al., 2020). Objetivo: O objetivo deste trabalho é relatar  as experiências dos discentes ao estudar a disciplina de anatomia e movimento usando 3 métodos diferentes. Método:  Foram utilizadas 3 metodologias diferentes: 1- Resolução de casos clínicos, cada grupo de estudantes receberam um tipo exame clínico (ressonância magnética ou raio-x), nos quais foi necessário identificar a anatomia envolvida e descrever a área afetada. Também, foi solicitado com base nos exames, relatar quais seriam os sinais e sintomas possíveis do paciente, e discutir possíveis tratamentos para os sintomas de cada caso; 2- Aula prática para testar sensibilidade, força e reflexos para a radiculopatia cervical e lombossacral com auxílio de um roteiro, orientações práticas fornecidas pelo professor; 3-  Identificar e nomear a anatomia do sistema nervoso central e periférico, utilizando peças do laboratório de anatomia.  Resultados: Foi possível verificar o entusiasmo e a dedicação dos estudantes nos estudos de casos clínicos, bem como a seriedade na análise e interpretação dos exames, relatos sobre a aula prática que se tornaram mais dinâmicas, atrativa e participativa.   Conclusão: Assim, esses métodos ensinam anatomia e movimento humano de uma forma atraente para os estudantes, promovendo altos níveis de envolvimento do discente no processo de ensino e aprendizagem.

Palavras-chave: Anatomia humana; Aprendizagem; Ensino; Fisioterapia Metodologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Schorr Grossl, F., Lecardelli, A. P., Fagundes Mendes, M. E., Da Rosa Pagliarini, E., Bedin, M., & Linke, M. (2022). ANATOMIA E MOVIMENTO HUMANO NA PERSPECTIVA DO DISCENTE E A PRÁTICA DE METODOLOGIAS ATIVAS. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31090. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31090

Edição

Seção

Chapecó - Extensão