FATORES PSICOSSOCIAIS RELACIONADOS À CONTAMINAÇÃO POR SÍFILIS EM MULHERES COM IDADE DE 18 A 60 ANOS NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC

Autores

  • Jackson Junior Zabot UNOESC-SMO
  • Lisandra Antunes de Oliveira

Resumo

Introdução: Considerando crescentes casos de Sifilis e diante do contexto e da
problemática apresentada, constitui-se um interesse do presente projeto de pesquisa
em identificar quais os fatores psicossociais relacionados à contaminação por sífilis
de mulheres gestantes na região do Oeste de Santa Catarina. Para além dos índices
identificados empiricamente, o desafio científico está em compreender os aspectos
psicossociais relacionados à contaminação, enquanto estratégia ao entendimento
ampliado do fenômeno e de suas repercussões, possibilitando a adoção de medidas
preventivas em termos da saúde da população. Objetivo: nosso objetivo geral da
pesquisa é: identificar os fatores psicossociais relacionados à contaminação por sífilis
de mulheres gestantes e/ou mães que tiveram filhos há no máximo 3 anos, com
idades entre 18 a 60 anos no município de São Miguel do Oeste, e os objetivos
específicos: a) caracterizar o público participante da pesquisa em termos
sociodemográficos; b) investigar os fatores psicossociais relacionados à
contaminação por sífilis, mediante a aplicação de questionários; c) analisar os
fatores psicossociais identificados de modo relacional às características
sociodemográficas da população e ao contexto regional; d) elencar potenciais
medidas de prevenção ao contágio, em termos socioeducativos. Método: Para a
primeira etapa do estudo (que compreende a reunião de dados estatísticos e
mapeamento sociodemográfico), efetuamos uma parceria com a Secretaria
Municipal de Saúde. Além disso, elaboramos um questionário survey1, que, a partir
da autorização do responsável pela Secretaria Municipal de Saúde, será impresso e
distribuído aos servidores da área da Saúde que, durante o segundo semestre do
ano de 2021 e primeiro semestre do ano de 2022 estejam acompanhando mulheres
que se encaixam nos critérios de amostragem já especificados. Estes últimos ficarão
responsáveis pela entrega, preenchimento e devolução dos documentos aos
pesquisadores para análise, categorização e tabulação dos resultados,
consecutivamente, a segunda etapa da aplicação da pesquisa acontecerá no
segundo semestre de 2022 e dependerá do teor das informações coletadas e dados
levantados, pois compreende justamente a sistematização e organização dos
dados. Por fim, a última etapa desta pesquisa acontecerá no primeiro semestre de
24 a 28/10/2022 | ISSN 2237-6593
https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe
2023. Resultados: Na aplicação do instrumento de pesquisa e questionário,
percebemos certo desconhecimento por parte da equipe sobre o método de
captação de dados. Em geral, coletamos poucas informações na secretaria da
saúde, o que mostra uma dificuldade na comunicação entre gestão e os setores,
apesar das inúmeras campanhas realizadas pelo município para prevenir a Sífilis.
Sabemos que o TABNET é um tabulador genérico de domínio público que permite
organizar dados de forma rápida conforme a consulta que se deseja tabular, ele foi
desenvolvido pelo DATASUS para gerar informações das bases de dados do Sistema
Único de Saúde (MINISTÉRIO DA SAÚDE). Acessamos a plataforma TABNET, que de
imediato identificamos que os profissionais da saúde não têm familiaridade com a
plataforma de pesquisa e para dar procedimento ao nosso projeto ‘’Fatores
psicossociais relacionados à contaminação por sífilis em mulheres com idade de 18
a 60 anos no município de São Miguel do Oeste/SC’’, encontramos poucos dados,
levando em conta que contaminação de sífilis cresce no Brasil nos últimos 10 anos.
Conclusão: Ao final da pesquisa, os resultados serão disponibilizados à Secretaria
Municipal de Saúde e poderão ser utilizados como base de dados para a
elaboração de estratégias e intervenções contextualizadas e de novas propostas
preventivas (campanhas, políticas de encaminhamento, etc.). Ainda, nos
comprometemos em efetuar a devolução à Secretaria de Saúde de São Miguel do
Oeste/SC pessoalmente, de modo expositivo, nos colocaremos à disposição para
sanar possíveis dúvidas e questionamentos.
Palavras-chave: Sífilis. Mulheres. Gestantes. Saúde Pública. Psicologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Zabot, J. J., & Antunes de Oliveira , L. (2022). FATORES PSICOSSOCIAIS RELACIONADOS À CONTAMINAÇÃO POR SÍFILIS EM MULHERES COM IDADE DE 18 A 60 ANOS NO MUNICÍPIO DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e32044. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/32044

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Pesquisa