TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA E PRÁTICAS EDUCACIONAIS: APONTAMENTOS TEÓRICOS

Autores

  • Alícia Zago Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Adriano Schlösser Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Videira.

Resumo

Introdução: O Transtorno do Espectro Autista é classificado como um transtorno do neurodesenvolvimento, tendo como principais critérios para seu diagnóstico o déficit na comunicação e interação social tais como iniciar ou manter um relacionamento. Objetivo: Este trabalho trata-se de uma revisão da literatura sobre o Transtorno do Espectro Autista a inclusão social e o preconceito existente no âmbito escolar, possuindo como objetivo exemplificar o entendimento atual existente sobre tais assuntos, e como a falta de instrução e formação adequada aos profissionais da educação prejudica o trabalho a ser desenvolvido. Método: Foi realizada uma revisão não sistemática da literatura, objetivando aprofundar processos reflexivos frente ao fenômeno de investigação, tomando por base estudos publicados na literatura científica de abrangência nacional. Resultados: De acordo com os resultados encontrados, nota-se que a Lei de Inclusão de Pessoas com Deficiência possibilita uma compreensão amplificada de como a inclusão deve ocorrer em todo o ambiente social, assegurando a igualdade e a inclusão em todos os níveis. No campo profissional, muito se vem sido discutido sobre as mudanças nas políticas educacionais e as melhorias necessárias que devem ser realizadas para assegurar ainda mais esses direitos. Desta forma, escola, professores e demais colaboradores da instituição podem vir a se adaptar as necessidades destes alunos. Conclusão: Vive-se um momento social importante para se discutir sobre a inclusão escolar de alunos com TEA, e a preparação que a escola e profissionais necessitam para se adequar as necessidades dos mesmos, para assim, reduzir o preconceito e a falta de manejo técnico para com esta demanda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alícia Zago, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Discente do Curso de Psicologia, Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC)

Adriano Schlösser, Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campus Videira.

Doutor em Psicologia (UFSC). Pós-doutor em Psicologia do Esporte (UDESC). Docente do curso de Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Videira. Pesquisador associado aos Laboratórios de Psicologia Social da Comunicação e Cognição (LACCOS UFSC), e de Psicologia do Esporte (LAPE UDESC).

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

ZAGO, A., & Schlösser, A. (2022). TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA E PRÁTICAS EDUCACIONAIS: APONTAMENTOS TEÓRICOS. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31605. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31605

Edição

Seção

Videira - Ensino