ENFRENTAMENTOS DO JOVEM NO PERÍODO DE ISOLAMENTO DA COVID 19

Autores

  • Anderson Dal Lago UNOESC
  • Maxemino Luiz Martinelli

Resumo

Introdução: O aumento de casos de covid-19 no Brasil e o avanço do isolamento
social, expos alguns aspectos à realidade dos brasileiros. A hiper conectividade e a
mobilidade da Internet 2.0, deflagraram uma das principais características da
sociabilidade digital, a espetacularização do “eu” na busca de um reconhecimento
midiático da sua persona, o que acarreta no desenvolvimento do jovem, obrigando
a ele tornar-se uma nova personalidade perante as necessidades da população. A
exemplo dos jovens, que se utilizam de diferentes redes sociais, observa-se que a
sociabilidade mediada pelo mundo digital, depende da forma que o “eu” irá se
apresentar para os “outros”, os quais se presentificam de diversas maneiras no
discurso construído por este “eu” digital, que ganhou maior atenção durante este
isolamento social. Objetivo: Analisar o que os estudos tem apontado acerca do
impacto causado no jovem pelo isolamento social frente ao isolamento da covid 19.
Método: Este estudo trata de um recorte do Trabalho de Conclusão de Curso de
Psicologia do autor, especificamente do levantamento bibliográfico. De caráter
exploratório descritivo, com abordagem qualitativa, o estudo se deu a partir da
pesquisa bibliográfica realizada na biblioteca digital do Scielo no período de 2020 a
2022, utilizando descritores como: COVID19 e isolamento social; adolescente e
isolamento social na pandemia, tendo como critérios de exclusão estudos repetidos;
e estudos que não constasse a temática pesquisada no resumo. Os estudos foram
analisados a partir do método de análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Com
a pesquisa foi possível categorizar e analisar 19 artigos, os quais foram organizados
em quatro eixos temáticos a saber: Enfrentamento a Pandemia; Compreensão e
adesão ao processo de isolamento dos indivíduos frente a pandemia; Aumento da
violência doméstica contra mulheres e vulneráveis durante a pandemia covid-19; e
Implicações da Pandemia nas relações sociais. Os pontos que mais tiveram
destaque, principalmente ao que diz respeito aos jovens, foi um intenso sofrimento
psíquico, o declínio educacional, laboral, diminuição do sono e da qualidade das
relações interpessoais. Outros aspectos que foram evidenciados diz respeito ao
agravamento e ascensão dos casos de violência contra mulher e a dificuldade da
retomada do trabalho após a liberação do isolamento. Conclusão: A partir dos
estudos analisados, mesmo frente ao baixo número evidenciado na literatura acerca da temática, foi possível traçar uma linha frente as diferentes dinâmicas que
envolveram as pessoas no processo de adaptação provocado pela covid 19,
evidenciando diversos pontos de atenção, que embora nem todos estivessem de
forma direta ligados a dinâmica de os jovens, para a maior parte deles, foram
necessárias novas estratégias de enfrentamento, o que impactou de forma
significativa suas relações e vivências. Os danos causados pelo isolamento devido a
pandemia COVID-19 em jovens, vão além do prejuízo escolar, foram também
afetados em seu desenvolvimento social, visto que a pandemia afastou o convívio
social. Tais mudanças, repercutiram nas diferentes relações, inclusive algumas, exigiu
das famílias – para se adequar a situação global –, mudanças em sua própria
dinâmica, algumas dessas, que puderam ter causado impacto no processo de
desenvolvimento dos jovens.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Dal Lago, A., & Martinelli, M. L. (2022). ENFRENTAMENTOS DO JOVEM NO PERÍODO DE ISOLAMENTO DA COVID 19. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31101. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31101

Edição

Seção

Videira - Ensino