MALFORMAÇÕES FETAIS EM SUÍNOS – RELATO DE QUATRO CASOS

Autores

  • Mauricio Turcatto
  • Mateus Tadeus Theisen
  • Andressa Grazziola
  • Edmilson Rodrigo Daneze Unoesc/Professor

Resumo

Introdução: Malformações, também referidas como anomalias congênitas, monstruosidades ou formações bizarras dos fetos, correspondem a defeitos morfológicos de um ou mais órgãos ou de uma região do corpo do animal, resultantes de um processo anormal do desenvolvimento fetal decorrente de uma relação multifatorial e complexa entre os fatores genéticos e ambientais. Em suínos, podem atingir um ou mais leitões de uma mesma leitegada e o grau da gravidade é variável. Alguns pequenos defeitos são considerados comuns, outros são incompatíveis com a vida, podendo causar perdas econômicas na produção. Objetivo: A finalidade do presente trabalho é relatar a ocorrência e os resultados de necropsia de quatro casos de malformação em leitões. Método: Foi realizado um estudo retrospectivo da casuística de necropsia de suínos com malformações realizadas no Laboratório de Patologia Veterinária da Clínica Veterinária Escola da UNOESC/SMO abrangendo o período de 2017 a 2021. Resultados: Durante o período estabelecido foram realizadas necropsia de oito suínos, sendo quatro (50%) com malformações. Caso 1: suínos de um dia de vida apresentando membros pélvicos apresentando projeção caudo-dorsal, partindo da articulação do tarso; membros torácicos com má formação na articulação escapulo-umeral, voltando-se dorsomedialmente a partir da articulação do carpo; ambos com deformidade dos tendões flexores; porção tóraco-lombar da coluna espinhal em formato de ‘’S’’; projetando-se dorsalmente; esterno protuberante e projetado ventralmente com as últimas cartilagens costais voltadas medialmente. Caso 2: dois suínos de um dia de vida, um maior e outro menor, unidos pelo tórax e abdome; ambos com crânios formados e com encéfalo; no menor os membros torácicos são menores e deslocados caudalmente; órgão torácicos presentes apenas no indivíduo maior e compartilhado por ambos, no menor havia liquido preenchendo o espaço; cada indivíduo possuía seu diafragma e seu estômago (ligados por um cordão fibroso); esôfago ausente e piloro estenosado no indivíduo menor; intestinos se unem em região de jejuno, continuando como um no indíviduo maior; presença de testículos e ausência de pênis em ambos. Caso 3: fusão das eminências nasais medianas (ciclopia); presença de olho mediano; presença de nariz proboscídeo, osso e cartilagem nasais se localizam acima do único olho medial, o qual não tinha comunicação com o sistema respiratório e nem apresentava orifícios nasais formados; maxila mais curta; protusão de mandíbula; ausência de encéfalo e presença de conteúdo seroso preenchendo a calota craniana. Caso 4: suíno de um dia de vida apresentando membros pélvicos apresentando projeção caudo-dorsal, partindo da articulação do tarso; membros torácicos com má formação na articulação escapulo-umeral, voltando-se dorsomedialmente a partir da articulação do carpo; ambos com deformidade dos tendões extensores; porção tóraco-lombar da coluna espinhal em formato de ‘’S’’; com porção lombar projetando-se dorsalmente. Conclusão: Os suínos 1 e 4 apresentaram malformações semelhantes, porém diferentes dos suínos 2 e 3, portanto não puderam ser relacionadas. Mais pesquisas precisam ser desenvolvidas no intuito de relatar as possíveis causas das malformações na espécie suína, para que possam ser prevenidas e não influenciarem na produtividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauricio Turcatto

Discente do Curso de Medicina Veterinária, Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC), campus de São Miguel do Oeste

Mateus Tadeus Theisen

Discente do Curso de Medicina Veterinária, Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC), campus de São Miguel do Oeste

Andressa Grazziola

Discente do Curso de Medicina Veterinária, Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC), campus de São Miguel do Oeste

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Turcatto, M., Theisen, M. T., Grazziola, A., & Daneze, E. R. (2022). MALFORMAÇÕES FETAIS EM SUÍNOS – RELATO DE QUATRO CASOS. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31947. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31947

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Ensino