CARACTERIZAÇÃO DE SINAIS DE AUTISMO EM CRIANÇAS DE ATÉ 2 ANOS DE IDADE NAS CIDADES DE ABRANGÊNCIA DA AMA CAPINZAL

Autores

  • Marilzete Fernandes Ribeiro UNOESC
  • Jorgiana Bau Mena Barreto

Resumo

Introdução: A intervenção precoce no autismo tornou-se possível em virtude da
identificação desse transtorno cada vez mais cedo, porém a produção científica
sobre o assunto é ainda muito incipiente. Objetivo: A presente pesquisa teve como
objetivo rastrear para o TEA. Método: Através da aplicação do M-CHAT (Modified
Checklist for Autism in Toddlers), na investigação de casos de autismo na região de
abrangência da AMA de Capinzal, avaliando crianças de até 2 anos, no posto de
saúde do município de Capinzal, durante a consulta pediátrica. Resultados: A
discussão da análise da pesquisa, avaliando-se a pontuação na escala M-CHAT,
observou-se que dos 12 pacientes, 01 deles (n=1), 8,33%, pontuou em pelo menos
dois dos itens considerados críticos e 03 não considerados críticos, correlacionando
com as condições de nascimento. Conclusão: Visto que a identificação do risco
para TEA é de suma importância para um diagnóstico precoce e, dessa forma,
intervenção e acompanhamento do desenvolvimento de forma correta e
orientada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Fernandes Ribeiro, M., & Bau Mena Barreto , J. (2022). CARACTERIZAÇÃO DE SINAIS DE AUTISMO EM CRIANÇAS DE ATÉ 2 ANOS DE IDADE NAS CIDADES DE ABRANGÊNCIA DA AMA CAPINZAL. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31232. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31232

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa