PROJETO DE INICIAÇÃO DESPORTIVA ESCOLAR - PIDE

Autores

  • Tailine Favero
  • Leonardo Nogueira
  • Patricia Fernandes
  • Jackson Gerson da Silva Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

PROJETO DE INICIAÇÃO DESPORTIVA ESCOLAR - PIDE   

 

FAVERO, Tailine¹; NOGUEIRA, Leonardo²; FERNANDES, Patricia³; SILVA, Jackson Gerson4  

 

  

  1. Discente do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina

(UNOESC); 2. Discente do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC); 3. Discente do Curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC).; 4. Docente do curso de Educação Física da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC).   

 

Área: Ciências da Vida e Saúde   

Introdução: O Projeto de Iniciação Desportiva Escolar (PIDE), foi criado pela Fundação Catarinense de Esporte (FESPORTE), de forma a estimular a pratica esportiva no contraturno da escola, com crianças e adolescentes. O projeto é desenvolvido com vinte acadêmicos do curso de Educação Física da Unoesc Chapecó, divididos em quatro núcleos para atender as crianças. O núcleo do Bairro Monte Castelo atende cerca de 25 alunos, aonde são realizadas várias atividades esportivas, dentre as quais, o Futsal, modalidade coletiva com bola, em espaços reduzidos, com contínuas trocas de direção. Objetivo: Vivenciar o esporte como uma pratica voltada a integração e inclusão de crianças e adolescentes, reconhecendo a necessidade de inserção na prática esportiva. Método: Foram utilizados os métodos parcial, global e misto, utilizando metodologias tradicionais e recreativas para iniciação esportiva, sendo desenvolvidas as aulas de 50 minutos, contando com parte inicial (chamada e aquecimento), parte principal (atividades principais) e parte final (conversa sobre a aula). A turma normalmente conta com 15 estudantes, utilizando recursos como bolas, cone e coletes. Resultados: Percebe-se com a iniciação do futsal, que as crianças estão há muito tempo paradas, o que resulta na limitação de habilidades e disposição para a idade deles. Apresentam muita dificuldade em dominar a bola, tocar, conduzir e chutar. No decorrer das aulas, a evolução foi nítida. Muitos que não tinham interesse eram os primeiros a realizar as atividades, percebendo um bom desenvolvimento nas práticas propostas e na integração do grupo. Foi uma experiência de muito aprendizado, paciência e satisfação, ver os alunos evoluindo, no quesito toque de bola, domínio e chute. Conclusão: Após três meses de atividade, fica evidente que para desenvolver o futsal com as crianças, os professores devem proporcionar vários exercícios que venham aumentar o acervo motor da criança. Observa-se que os mesmos tem que estar concentrados no que estão fazendo, ter o máximo contato com a bola, para adquirir maior noção do espaço em que está desenvolvendo as atividades. Interagir com os colegas, realizar atividades diferentes e não repetitivas. A Educação Física deve trabalhar sempre norteada por princípios de inclusão de todosos alunos, respeitando a diversidade cultural e promovendo a construção Coletiva.
Palavras-chave: Futsal.Iniciação Esportiva.PIDE.
Contato: Tailine Favero tailinefernanda602@gmail.com
Agradecimentos: Os bolsistas e docentes agradecem a parceria entre Fundação Catarinense de Esporte - FESPORTE e Universidade do Oeste de Santa Catarina, UNOESC- Chapecó pelo convênio firmado.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Favero, T., Nogueira, L., Fernandes, P., & da Silva, J. G. (2022). PROJETO DE INICIAÇÃO DESPORTIVA ESCOLAR - PIDE . Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e32007. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/32007

Edição

Seção

Chapecó - Ensino