ANÁLISE ECOTOXICOLÓGICA DE EFLUENTE DE LAVANDERIA HOSPITALAR UTILIZANDO COMO ORGANISMO TESTE DAPHNIA MAGNA STRAUS (CRUSTACEA, CLADOCERA)

Autores

  • Ana Cláudia Miozzo Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Maira Aparecida Dalavéquia

Resumo

Introdução: Os efluentes de lavanderias de unidades hospitalares apresentam potencial contaminante de alto impacto ambiental. Isso ocorre devido a necessidade de um rigoroso sistema de higienização, que envolve alta exposição e doses elevadas de produtos químicos durante a lavagem. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial ecotoxicológico do efluente de lavanderia hospitalar localizado na região meio-oeste de Santa Catarina, utilizando como organismo teste o microcrustáceo Daphnia magna, submetido a exposição aguda. Método: Foram coletadas sete amostras do efluente bruto proveniente do ciclo de lavagem pesada para análise ecotoxicológica seguindo normas ABNT NBR 12713/2016 e uma amostra foi submetida a análise físico-química, verificando parâmetros como: pH, cor aparente, cor verdadeira, turbidez, cloreto total, DBO, DQO, fósforo total, nitrogênio total e sulfato. Resultados: Os resultados ecotoxicológicos apresentaram-se 256 vezes mais tóxico que o máximo permitido e previsto pela Portaria FATMA nº 017 de 18 de abril de 2002, considerando o efluente como potencialmente tóxico para o corpo hídrico receptor. Já para parâmetros físico-químicos, alguns dos parâmetros analisados apresentaram-se fora dos padrões legais para lançamento de efluentes como: cloreto total (> 180 mgCl.L-1); fosforo total (> 0,1 mgPO4-P. L-1), nitrogênio total (> 1,18 mgN.L-1) e sulfetos totais (> 240 mgSO4.L-1), como estipulados pelos textos normativos da Lei Estadual de Santa Catarina 14.675/2009 e da Resoluções do CONAMA 357/2005 ou 430/2011. Conclusão: Neste contexto, recomenda-se coleta e tratamento físico-químico do efluente, independente dos demais esgotos emitidos pela unidade hospitalar e/ou a contratação de empresa terceira para efetuar a coleta e tratamento dos efluentes da lavanderia. Também se faz necessário treinamento para os operadores da lavanderia para que os produtos químicos sejam utilizados conforme recomendações dos fabricantes.

Palavras-chave: Ecotoxicologia; Bioensaio; Dosagens químicas; Esgoto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Miozzo, A. C., & Dalavéquia, M. A. (2022). ANÁLISE ECOTOXICOLÓGICA DE EFLUENTE DE LAVANDERIA HOSPITALAR UTILIZANDO COMO ORGANISMO TESTE DAPHNIA MAGNA STRAUS (CRUSTACEA, CLADOCERA). Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e30996. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/30996

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa