LIDERANÇA, AFETOS E INTENÇÃO DE ROTATIVIDADE NA PERCEPÇÃO DE PROFESSORES

Autores

  • Natacha Ramos Partichelli Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Sayonara de Fátima Teston Universidade do Oeste de Santa Catarina - Chapecó

Resumo

A liderança pró-social, afetos e intenção de rotatividade são temas relevantes para as Instituições de Ensino. E a percepção dos profissionais docentes sobre esses fatores é fundamental para a manutenção do clima e da percepção de bem-estar no trabalho. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo descrever a percepção de liderança pró-social, afetos e intenção de rotatividade na ótica de professores. Método: A abordagem de pesquisa foi quantitativa com uso do método survey. O instrumento de pesquisa utilizado foi composto por três questionários, além do levantamento de dados demográficos. Os questionários utilizaram escala Likert de 5 pontos para as respostas. Os participantes responderam ao instrumento de coleta de dados no segundo semestre de 2022. Para análise dos dados, utilizou-se de estatística descritiva. Resultados: A média mais elevada em liderança pró-social foi para o item “em todos os grupos em que o meu líder participa, percebe-se que o mais importante para ele é o bem-estar, a unidade e a harmonia, e ele faz todo o esforço para obtê-los” e “o meu líder tenta transmitir a todas as pessoas que trabalham com ele a importância central de promover e manter a coesão e o bem-estar como o fundamental para a equipe”, ambos com m=3,75. A média mais baixa foi no item “meu líder é interessado em conhecer e entender a percepção do outro” (m=2,38). O afeto positivo com média mais elevada foi “determinado” (m=3,88) e a média mais baixa foi para o afeto negativo “rancoroso” (m=1,63). As médias para intenção de rotatividade ficaram em m=2,00 para quem pensa em sair da empresa onde trabalha, m=2,50 para quem planeja sair e m=2,50 para quem tem vontade de sair. Conclusão: Percebe-se que os profissionais investigados avaliam positivamente o comportamento pró-social de promoção de bem-estar e harmonia dos líderes, e se sentem determinados. Quanto à intenção de rotatividade, os profissionais não descartam a possibilidade, principalmente, de planejar ou ter vontade de sair da empresa. O estudo contribui para o avanço dos estudos sobre psicologia organizacional e do trabalho do grupo de Pesquisa Ciências da Vida em Pesquisa e com o Projeto de Pesquisa sobre Pessoas e Organizações do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Administração da Universidade do Oeste de Santa Catarina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Partichelli, N. R., & Teston, S. de F. (2022). LIDERANÇA, AFETOS E INTENÇÃO DE ROTATIVIDADE NA PERCEPÇÃO DE PROFESSORES. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e30980. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/30980

Edição

Seção

Chapecó - Pesquisa