EFEITO DO EXTRATO DE Luehea divaricata Mart. & Zucc. (Malvaceae) NOS PARÂMETROS DE ESTRESSE OXIDATIVO EM SISTEMA NERVOSO DE RATOS COM DOR NEUROPÁTICA

Autores

  • David Fernandes Nascimento Morais
  • Karina Giacomini Varela
  • Wania Partata
  • Adarly Kroth UNOESC-JBA

Resumo

Introdução: A dor neuropática (dor devido à lesão no tecido nervoso) é de difícil tratamento, e sabe-se que espécies reativas de oxigênio participam nessa condição dolorosa. A espécie Luehea divaricata, uma planta nativa do Brasil, conhecida popularmente como “açoita-cavalo”, é usada por diferentes grupos étnicos para tratar diversas condições patológicas Objetivo: Porém, desconhece-se seu efeito na dor neuropática. O presente estudo avaliou os efeitos da administração oral do extrato aquoso (EA) preparado de folhas de L. divaricata sobre parâmetros de estresse oxidativo no Córtex cerebral, Tronco encefálico e Cerebelo de ratos com dor neuropática induzida por lesão por constrição crônica (CCI) no nervo isquiático, um modelo de dor neuropática. Método: Após aprovação pelo Comitê de Ética (#31394), 36 ratos Wistar machos, pesando 200-300 g, foram divididos em 3 grupos experimentais: Controle (animais não submetidos à manipulação cirúrgica), Sham (animais que sofreram incisão dos tecidos para a visualização do nervo isquiático) e constrição (animais que tiveram o nervo isquiático direito isolado e recebeu em seu tronco comum quatro amarraduras). Cada grupo foi divido em subgrupos (n=6), que receberam por gavage extrato aquoso (500 mg/kg/dia) ou veículo (água de injeção) por 10 dias. Após 10 dias de tratamento os ratos foram mortos e os tecidos (cortex, cerebelo e tronco) foram coletados para avaliar os valores do hidroperoxidolipidicos e a capacidade antioxidante total. Os resultados foram analisados por ANOVA de duas vias para medidas repetidas (p<0,05).  Resultados: No Córtex cerebral, Tronco encefálico e Cerebelo, o EA preveniu acréscimo significativo nos valores de hidroperóxidos lipídicos, sem alterar significativamente a capacidade antioxidante total (TAC).  Conclusão: Assim, pela primeira vez se mostrou que o uso de EA de folhas de L. divaricata poderia ser uma alternativa para tratamento de dor neuropática induzida por CCI, e que alterações em parâmetros de estresse oxidativo são mecanismos pelos quais o extrato atua para induzir efeito antinociceptivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Fernandes Nascimento Morais, D., Giacomini Varela, K., Partata, W., & Kroth, A. (2022). EFEITO DO EXTRATO DE Luehea divaricata Mart. & Zucc. (Malvaceae) NOS PARÂMETROS DE ESTRESSE OXIDATIVO EM SISTEMA NERVOSO DE RATOS COM DOR NEUROPÁTICA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31907. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31907

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa