ESTUDO COMPARATIVO DE VIABILIDADE ECONÔMICA ENTRE A UTILIZAÇÃO DE ESCORAS METÁLICAS E DE MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Autores

  • Vinicius Roman Aresi
  • Jean Marcos Detofeno Tonello Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

Introdução: Segundo a NBR 15.696 (ABNT, 2009), os escoramentos são estruturas provisórias, utilizadas na construção civil, com capacidade de resistir e transmitir às suas bases de apoio todas as ações provenientes das cargas permanentes e variáveis resultantes do lançamento do concreto fresco sobre as formas horizontais e verticais, até que o concreto se torne autoportante. Assim, diante das muitas etapas da obra, é sempre importante estudar a viabilidade da utilização de determinados materiais de apoio, os quais influenciam nos aspectos financeiros, de segurança e de qualidade. Dentre os sistemas de escoramento de estruturas, destacam-se os que utilizam escoras metálicas e de madeira. A variação de preços entre ambos os sistemas é assunto discutido no meio da construção civil, podendo gerar dúvidas relacionadas a escolha do escoramento para cada situação. Objetivo: Com isso, o presente trabalho buscou avaliar a viabilidade financeira na utilização dos sistemas de escoramento metálico e de madeira, comparando os custos gerados para compra e montagem desses elementos, além de analisar, também, a possibilidade de locação do sistema de escoramento metálico. Método: Os procedimentos metodológicos adotados consistiram em: a) analisar duas obras de perfil unifamiliar, uma de 65m² (Obra 1) e outra de 300m² (Obra 2), definindo parâmetros para o dimensionamento de cada escoramento; b) pesquisar valores de mercado de venda de escoras de madeira e aluguel e venda de escoras metálicas na cidade de Chapecó/SC; c) compor orçamento envolvendo os custos de materiais e de mão de obra para cada situação, tendo como base o dimensionamento das escoras de acordo com as normativas vigentes e o Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil - SINAPI; e d) comparar os dados coletados e apresentar as variações identificadas. Resultados: Como resultados, identificaram-se valores semelhantes para a compra das escoras de madeira e a locação de escoras metálicas para a Obra 1. Já para a Obra 2, o valor de locação do escoramento metálico foi 56% maior que o valor de compra das escoras de madeira. Em relação a compra das escoras metálicas, o custo é altamente elevado em comparação aos demais métodos, chegando a ultrapassar dez vezes o valor de locação do mesmo sistema, demonstrando não ser viável nessa ocasião. Outro ponto destacado foi o custo envolvido no processo de montagem de cada sistema, observando-se que os gastos com mão de obra para o escoramento metálico são menores, devido a eficiência de montagem que corresponde a um tempo menor e, consequentemente, um gasto inferior. A economia desse sistema foi de R$371,90 em relação a Obra 1 e de R$1.751,49 para a Obra 2. Conclusão: Por fim, concluiu-se que a adoção do sistema de escoramento metálico tende a ser mais vantajosa, pois embora o custo de aluguel seja maior que o custo de compra do escoramento em madeira, os gastos com mão de obra reduzem quase pela metade, assim como, o tempo de montagem e desmontagem desse sistema também diminui.

Palavras-chave: Estudo comparativo; Escoramento metálico; Escoramento de madeira.

 

Contato: Jean Marcos Detofeno Tonello, jeanmarcostonello@gmail.com

Agradecimentos: O autor Vinicius Roman Aresi agradece a Prefeitura Municipal de Trindade do Sul/RS pela concessão de bolsa de estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Roman Aresi, V., & Detofeno Tonello, J. M. (2022). ESTUDO COMPARATIVO DE VIABILIDADE ECONÔMICA ENTRE A UTILIZAÇÃO DE ESCORAS METÁLICAS E DE MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31426. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31426

Edição

Seção

Chapecó - Ensino