AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DE ANTICORPOS COM POTENCIAL NEUTRALIZANTES PARA SARS-CoV-2 EM INDIVÍDUOS DE UMA CIDADE DO MEIO OESTE CATARINENSE

Autores

  • Flavia Debiasi Tessari UNOESC VIdeira
  • Bruna Amanda Girardi

Resumo

Introdução: Uma doença ainda não detectada em humanos, surge em 2019 deixando o mundo em alerta, acometido por uma pandemia de rápida disseminação, o que fez com que medidas emergenciais fossem tomadas e vacinas criadas e distribuidas com uma velocidade nunca antes vista, mas com um único objetivo, estimular a produção de anticorpos com potencial neutralizantes para o virus SARS-Cov-2. Objetivo: o presente estudo avaliou os níveis de anticorpos com potencial neutralizante (nAB) para SARS-CoV-2 em indivíduos não imunizados e sem infecção prévia, não imunizados com infecção prévia, imunizados com as vacinas CoronaVac, AstraZeneca, Janssen e Pfizer, sem infecção prévia e imunizados com infecção prévia Método: Foi realizado um levantamento de dados de prontuário, de caráter quantitativo, em um laboratório privado de análises clínicas em uma cidade do meio oeste de Santa Catarina, a fim de, detectar qual imunizante apresentou o melhor desempenho em relação ao desenvolvimento destes anticorpos com potencial neutralizante para SARS-CoV-2 nos grupos pesquisados. Resultados: : Os resultados apresentados no presente estudo demonstraram que indivíduos com infecção prévia por SARS-CoV-2 e não imunizados possuem uma quantidade maior que 20% de anticorpos com potencial neutralizante, quando comparados a indivíduos que não relataram infecção prévia (<20%). Todas as vacinas pesquisadas mostraram uma eficiência a nível de produção nAB em indivíduos sem e com histórico prévio de infecção, entretanto o imunizante Pfizer apresentou melhor desempenho em indivíduos sem histórico de infecção, quando comparado ao imunizante CoronaVac e AstraZeneca. Além disso, o imunizante CoronaVac e AstraZeneca potencializam a produção nAB em indivíduos com histórico prévio de infecção pelo SARS-CoV-2 quando comparado com grupo que recebeu imunizante, mas não apresentava histórico prévio de infecção. Conclusão: Todas os imunizantes avaliados levaram a produção de valores significativos de nAB em indivíduos com e sem histórico prévio de infecção por SARS-CoV-2, podendo ser potencialmente úteis na prevenção do desenvolvimento e agravamento da infecção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Debiasi Tessari, F., & Girardi, B. A. (2022). AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DE ANTICORPOS COM POTENCIAL NEUTRALIZANTES PARA SARS-CoV-2 EM INDIVÍDUOS DE UMA CIDADE DO MEIO OESTE CATARINENSE. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31340. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31340

Edição

Seção

Videira - Pesquisa