EFEITOS DA ASSOCIAÇÃO ENTRE ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA E DA REALIDADE VIRTUAL NA MOBILIDADE DE TRONCO DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON

Autores

  • Stephani Garbin Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Viviane Jacinta Bolfe Azzi UNOESC

Resumo

Introdução: Doença de Parkinson (DP) é uma alteração neurodegenerativa do sistema nervoso central causada pela morte dos neurônios produtores de dopamina da substância negra e tem como características o tremor em repouso, a rigidez e a bradicinesia, as quais dificultam os movimentos voluntários, principalmente no controle de tronco e consequentemente alterações de mobilidade. Diante destes fatos, os recursos fisioterapêuticos mostram-se importantes e benéficos para melhorar a condição funcional dos indivíduos com DP. Objetivo: Avaliar o efeito do protocolo da realidade virtual (RV) associada à estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) na mobilidade de tronco de indivíduos com Doença de Parkinson vinculados às atividades do curso de fisioterapia da UNOESC. Método: O presente estudo é do tipo quantitativo, com delineamento experimental do tipo ensaio clínico randomizado. A população compreende todos os indivíduos com DP que já participaram ou ainda participam das atividades desenvolvidas pela Clínica Escola de Fisioterapia (CEF) da UNOESC campus de São Miguel do Oeste-SC. A amostra foi composta por 15 indivíduos, de ambos os sexos, com DP. Todos os participantes assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) com orientação sobre o estudo, o qual foi submetido ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC para apreciação e aprovação, número de parecer 5.545.960. Para efetuar a seleção da amostra foi realizada uma entrevista estruturada para coleta de dados e verificação dos critérios de inclusão e exclusão. Os críterios de inclusão foram estadiamento da DP de 1 a 3 pela escala Hoehn e Yahr, idade entre 50 e 80 anos e deambular sem dispositivo auxiliar e os critérios de exclusão foram indivíduos com epilepsia, uso de anticonvulsivantes, implantes metálicos ou próximo à cabeça, indivíduos que necessitam de dispositivos auxiliares para deambulação e que não compareceram em algum momento de intervenção. Todos os indivíduos foram avaliados pela Escala de Mobilidade de Tronco (EMT) e pela Goniometria no pré e pós protocolo de intervenção. Os indivíduos foram divididos de maneira cegada e randomizada em dois grupos (GRV+ETCC e GC). O grupo intervenção realizou protocolo da realidade virtual (RV) associada à estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) durante 20 minutos diariamente, no mesmo horário, durante duas semanas consecutivas, com intervalo aos finais de semana, totalizando 10 dias de intervenção. O grupo controle seguiu com a rotina normal durante as duas semanas do protocolo. Resultados: Houve diferença estatisticamente significativas na amplitude de movimento em extensão de tronco a nível de p<0,05 e houve melhoras nas amplitudes de movimento de tronco avaliadas pela goniometria e EMT, embora não foram estatisticamente significativas a nível de p<0,05. Através dos valores de média foi possível perceber que em comparação com o grupo controle, o grupo intervenção obteve maior amplitude de movimento em todos os movimentos avaliados pela goniometria. Conclusão: As evidências apresentadas nesta pesquisa apontam que o efeito da RV + ETCC na mobilidade de tronco de indivíduos com DP apresentou melhora na amplitude de movimento em extensão do tronco, podendo aprimorar a capacidade funcional nas tarefas de vida diária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-11-2022

Como Citar

Garbin, S., & Azzi, V. J. B. (2022). EFEITOS DA ASSOCIAÇÃO ENTRE ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA E DA REALIDADE VIRTUAL NA MOBILIDADE DE TRONCO DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão, e31023. Recuperado de https://periodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/31023

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Pesquisa